4 de ago de 2012

22 e 23


Palavra de Louco, variante I

O louco um dia veio
e falou como a chuva:
-Eu fiz um ensaio nu!
Sobre o nu do Sertão:
o nu do chão, sem grão
o nu do céu, sem nuvens
sem garças,
e a nudez do bucho
do cabra,
homem sem chão
sem nada.
-e secou o grito.

Palavra de Louco, variante II
O louco chegou um dia
e gritou como a chuva:
-Eu fiz um ensaio nu!
sobre a nudez no Sertão:
a nudez do chão, sem grão;
a nudez do céu, sem garças
e nuvens,
e a nudez do bucho
da cabra
do homem
cabras sem chão, sem nada.
-e secou o grito (no bé).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog