24 de dez de 2013




O devaneio epilético.



O devaneio é uma palavra batida ,
quando se bateu o convulsivo o nojento o dizer
nada-c0m-nada, cabeça no solo
E ninguém para babar em devaneio mais alto – libertai!
Sambou com o coco no piso do diluvio, gelado azulejo
e todos fugiram
do homem, sem lapso,
nem para indigno, apará-lo,
em devaneio,
Palavra mais baixa. Correm.
Corredores;
Mas como eu tenho nojo
de quem não se devaneia em nada*


*não se debate


Juliano Salustiano


Arquivo do blog